Cetta Internacional
Isec5 Solutions
C.E.T.T.A - Counter Terrorism Experts
Defense Combat System
DEFENSE COMBAT SYSTEM é uma arte de defesa criada EXCLUSIVAMENTE PELO PERITO JUNIOR, após sua formação em várias artes marciais e também no TACLOCOM Project   baseada e criada nos mais profundos conceitos de proteção a vida do ser humano, seja ele profissional da área de segurança pública, privada, força militar ou até mesmo o cidadão comum, as técnicas foram desenvolvidas envolvendo todas as hipóteses de acontecimentos, após longos anos de estudos e experiência profissional, nas mais variadas áreas de atuação, vivenciando casos reais, observando as falhas, e apresentando resultados que comprovadamente foram perfeitamente satisfatórios, as suas finalidades e principalmente a neutralização de qualquer uma ação hostil com e sem armas.

Sua experiência internacional se baseia em técnicas do TACLOCOM Project sistema que recebeu o batismo de fogo na operação OIF (Operação Iraque Liberado) & OEF (Operação Liberdade Douradura) no Afeganistão onde foi utilizado para formação dos operadores de famosas forças especiais americanas, dos PSD do Departamento da Defesa do EUA, e dos elementos da nova policia iraquiana empregados em operações de alto risco no Iraque, na qual o Idealizador do DEFENSE COMBAT É FORMADO. A simplicidade dos movimentos e eficácia das técnicas permite o DEFENSE
COMBAT de ser um dos sistemas de combate tático mas eficaz. O conceito do DEFENSE COMBAT de oferecer ao elemento empenhado em operações de alto risco , um sistema de defesa pessoal eficaz e o mesmo tempo simples e de fácil aprendizado. Hoje todos os operadores de forças especiais do mundo sabe perfeitamente que em todos os cursos de formação para treinar novos operadores, o tempo dedicado para defesa pessoal é muito pouco , porquê é dado maior importância ao treinamento com armas de fogo. Por esse motivo quando foi criado no DEFENSE COMBAT se uniu em um só sistema o combate a mão nua e com armas de fogo. nossa especialização se faz valer pelo fato de continuarmos estudando e praticando sempre, e principalmente buscando novas soluções para novos desafios, o DEFENSE COMBAT
SYSTEM, estuda as melhores técnicas das mais diversas artes marciais e principalmente as técnicas profissionais de diversas unidades de segurança do Brasil e do mundo, as técnicas utilizadas são a união de várias e tradicionais artes marciais de paises como: (Filipinas, Tailândia, Israel, Japão) As técnicas de tiro e as táticas de CQB foram escolhidas do sistema anglo-americano hoje usado das maiores forças especiais como SWAT , DELTA FORCES , NAVY
SEALS , SAS inglês, FBI.

O DEFENSE COMBAT SYSTEM através do apoio da academia de policia civil do Estado do Rio de Janeiro foi utilizado com sucesso como matéria no 1º curso COAT – CURSO DE OPERAÇÕES ANTITERRORISMO no Brasil, organizado pela chefia da Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro , Secretaria de Segurança Pública do Estado e a CETTA – Centro de Especialização de Treinamentos Táticos Avançados Através de seus Instrutores, e com total apoio e alta credibilidade do Delegado Drº SERGIO SIMÕES CALDAS diretor da ACADEPOL, curso este Pioneiro no Brasil, que tem como objetivo treinar forças de segurança para os jogos PANAMERICANOS DE 2007 CURSO ESPECIAL PARA POLICIAIS, MILIATRES, GUARDAS MUNICIPAIS E SEGURANÇA PRIVADA

OBJETIVO PRINCIPAL:

O objetivo primordial, do DEFENSE COMBAT SYSTEM é capacitar profissionais no conceito aplicado pela (
SENASP ) - SECRETARIA NACIONAL DE SEGUNÇA PÚBLICA com o USO PROGRESSIVO DA FORÇA, onde a arma letal é utilizada em último
caso, quando todas as tentativas de se resolver o problema foram esgotadas e já não restar mais outra possibilidade se não o uso de força extrema; atuamos
também baseados na necessidade apresentada pela portaria 4.226, que regula o uso de arma de fogo, onde no anexo 1 no capítulo 8 diz : “8.
Todo agente de segurança pública que, em razão da sua função, possa vir a se envolver em situações de uso da força, deverá portar no mínimo 2 (dois) instrumentos de menor potencial ofensivo e equipamentos de proteção
necessários à atuação específica, independentemente de portar ou não arma de fogo.